home · pai com P grande!

Ser Pai não é ser pai!

fotografiaSer pai é fácil.
É deixar que tudo aconteça por obra e graça da Mãe. É achar que fraldas ‘e essas coisas’ não são do nosso pelouro. É achar que o jogo que está a dar, que o artigo do jornal ou que o trabalho que levaram para casa são inadiáveis.
Agora ser Pai é ser parte da obra. É ser amor, é ser bondade, é ser carinho, é ser compreensão. É o banho, o vestir, o alimentar. É deixar que os filhos saibam reconhecer o cheiro do Pai. É nunca perder o mimo, é saborear cada abraço! Por muito pouco tempo que se tenha!
Bem sabemos que a sociedade, conforme está montada, nos diz que não há tempo para tudo. Mentira! Há! O tempo é o que nós quisermos, somos nós que decidimos a velocidade a que ele passa. Acreditem que conseguimos fazer com que um minuto pareça uma hora, apesar de mais frequentemente fazermos o contrário, apenas e somente porque é isso que temos incutido em nós: ‘o tempo passa a correr’ ‘o dia não rende nada’ etc…
Qualquer pai quer o melhor para os filhos, mas o que é que os filhos querem dos pais? Querem os Pais, ponto. Juntos, separados, é o que eles querem, e querem que estejamos bem, querem que sejamos felizes, querem sentir a nossa boa disposição e usufruir dela!
Cada um tem a vida que tem, e parte da nossa mente não nos sentirmos culpados por isso. Parte de nós o agradecer tudo, o bom e o mau, que nos aconteceu, como sendo o que nos fez quem somos. Em casal, parte  por existir amor e por ter ao seu lado alguém com valores semelhantes sos seus, porque tudo o resto vem por acréscimo!
Ser Pai com P grande é, no fundo, amar. Dar-se. Transformar os escassos minutos livres em momentos eternos. Ser um exemplo de bondade e integridade. Ser um espelho de valores. É olhar para os pequenos e agradecer a benção de os ter. É não colar etiquetas de ‘chorão’, ‘preguiçoso’, nem nenhum outro adjectivo infeliz, mas sim procurar incentivar e fazer a criança acreditar que é capaz.
Se os seus dias são absorventes, chega a casa e os seus filhos já estão a dormir, não hesite em beijá-los ou em deitar-se um pouco ao pé deles. Simplesmente faça-o, aproveite esse silencio maravilhoso, a doce melodia da respiração profunda, e agradeça, deseje, sonhe sem ‘ses’ e sem ‘mas’. E não se sinta culpado por ter a vida que tem, por chegar e não os ver acordados. Pense sim no que realmente quer, e peça! Faça por isso! Porque das duas uma, ou a sua vida acaba por mudar, ou o tempo passa a ser o que nós queremos!
Tudo o que é feito com Amor é bom. Permita-se amar e, sobretudo, ser amado. Aceite os seus defeitos, perdoe-se pelos seus erros, não se martirize. Cada amanhecer é uma nova oportunidade de dar Amor aos seus filhos! Já viu quantas razões tem para ser grato? Porque se há-de lamentar do que está mal quando pode agradecer o que tem e pedir mais?
A hora é esta. O momento certo é este. Não desperdice nem mais um minuto. Hoje é o dia certo para mudar a sua atitude perante a vida e fazer de cada instante com os seus filhos um momento inesquecível. Ninguém é perfeito, mas todos podemos melhorar, é só querer! Porque valer a pena, ai isso vale!
Todos somos capazes de tudo: de cozinhar, de limpar, de tratar, de adormecer, de vestir. Para ser Pai com ‘P’ grande, basta ter a coragem de querer ser… Mãe! Porque os papeis não têm que ser necessariamente diferentes, como a sociedade nos incutiu!
Sou pai de rapazes gémeos, nascidos em 07/2007, separado à um ano, e durante este percurso aprendi uma coisa: Nós somos aquilo que quisermos. Basta sermos Amor. O universo deu-nos todas as ferramentas que necessitamos! Respirem fundo, fechem os olhos, arregacem as mangas e sejam homenzinhos! Não poupem abraços e mimos, isso não é um sinónimo de fraqueza. Deixem as crianças à vontade para falar sobre tudo. Vamos mudar o mundo com uma nova geração de Pais!
Fico à disposição para partilhar experiências com mães e pais.
E…
Muito Amor!’
Anúncios

3 thoughts on “Ser Pai não é ser pai!

  1. Gosto do texto. Só não se esqueçam, pais e mães, de dar uma boa palmada no rabo dos vossos rebentos quando eles a merecerem, pois a Educação não é só feita com mimos e sorrisos. É que há defeitos que vêm da personalidade e defeitos de vêm do excesso de indulgência e falta de autoridade paternal. Quando vejo criancinhas a ralharem com as avós ou a darem pontapés à mãe porque não lhe compram o terceiro gelado que ela não vai comer, até me arrepio…
    A minha mãe deu-me todo o amor do mundo e fui uma criança extremamente feliz, mas eu sabia perfeitamente que se lhes faltasse ao respeito ou a alguém mais velho (professora por exemplo) levava no focinho (então se o meu pai me arregalasse o olho, estava o baile armado!) e foi isso que formou o carácter que tenho e a educação que possuo. E carácter e educação é algo que faz muita falta às crianças e jovens que vemos hoje em dia…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s