A magia do Pensamento Positivo – semana 1* mudando o foco

4447319547_8b190fa1e3_bAmigos, hoje venho falar de um tema pelo qual tenho grande carinho que é o  Pensamento Positivo.

Para muitos acredito que seja uma temática que não lhes diz muito, ou porque com eles não funciona, ou porque é tudo conversa de Gurus, ou porque a vida é demasiado cética e sofrida para lá caber  este conceito.

Eu sempre fui tida pelas pessoas que me são mais próximas como pessimista. Agora, depois deste avanço que me tenho permitido ter, sei que era tudo fruto de uma grande ansiedade e de uma enorme capacidade que o meu pensamento tinha em me dominar.

Claro que não passei de pessimista a otimista num pulinho, era bom era! Tudo leva tempo, e por vezes as pessoas desistem a meio porque não recebem logo resultados imediatos. Mas até quando tomamos um analgésico, demora uns minutos até a dor passar por completo.  Há que perceber que existe sempre um compasso de espera, mas que isso não significa que não funcionou!

Eu só agora,  alguns anos depois, e depois de muita leitura e treino, começo a sentir as mudanças na minha vida!

A primeira vez que tive contacto com esta linha de pensamento, foi numa palestra onde se abordou esta coisa do pensar : Eu consigo! Vai dar certo!  Dada por uma senhora chamada Susana Cor de rosa. Aquilo era totalmente novo para mim, e como todo o ser humano quis muito acreditar mas também duvidei muito!

Então lembro-me que terminou muito depois da hora do jantar e eu já ia super atrasada e sabia que a minha mãe ia refilar comigo. Mas eu fui o caminho todo a pôr em prática o que tinha aprendido e quando cheguei a casa tinha um papel dos meus pais avisando que tinham ido jantar fora e que o meu comer estava no microondas! Espetáculo isto funciona! Não levei bronca!

A verdade é que nunca mais me debrucei sobre o assunto. É sempre mais fácil entrar num ciclo vicioso em que os outros são os culpados, em que criamos doenças e as usamos como justificação para o nosso mal estar e de que a vida não é fácil ou que vimos cá para sofrer.

Foi num dos dias em que atravessava uma das piores fases da minha vida que uma colega me acenou com um livro! Disse que quando o irmão morreu o livro a tinha ajudado a equlibrar-se, então eu pensei que também ia ajudar num divórcio!

Era o famoso livro O Segredo!

Eu achei aquilo o máximo, a lei da atração! Parecia magia, até parecia mesmo um filme da Disney! Acho que enquanto o li não me lembrei da situação em que estava.

E é aí que chego ao ponto um deste meu artigo sobre a magia doPensamento Positivo:

1- MUDAR O FOCO

Regra geral quando temos um problema ficamos fixados nele. Acordamos e deitamo-nos a pensar nele. Comemos e trabalhamos a pensar nele.

Lembro-me de ter lido numa revista que eu comprava religiosamente  quando era adolescente: A Ragazza, como conselho para as marronas, que é quando nos vamos deitar não vale a pena ficar a pensar no que não se estudou. A dormir não se consegue estudar mesmo, por isso mais vale ter uma noite de sono descansada!

Eu uso muito isto, quando me deito penso sempre que agora não posso resolver nada, então durmo. Isso acontece quando estamos a comer, quando vamos ao cinema…etc.  Um psicólogo disse-me uma vez para eu ir dançar (eu andava muito em baixo), ele disse-me: se você  ficar em casa fica triste, se for dançar está triste, então mais vale ir dançar! E fui, e enquanto lá estive não pensei em nada de tristezas porque nem tive tempo!

A minha mãe sempre me ensinou que: pensa noutra coisa que isso passa! Eu odiava quando ela me dizia isso porque parecia que estava a minimizar a minha dor. Mas ela estava certa!

Eu não quero dizer com isto que as situações não precisem de uma resolução. Claro que sim! Mas também há muita coisa que tem a dimensão que nós lhe damos! Por isso em vez de gastar tanta energia a alimentar a tristeza, use uma boa parte dela para a resolver!

Eu tenho um medo terrível de andar de avião! Lembro-me da primeira vez em que fiz uma viagem e no início da subida no meio do meu pânico, atrevi-me a olhar pela janela e vi um espectáculo de luz e cor.  Os tons dourados de um fim de tarde de Agosto! Praecia que o plano celestial tinha vindo ter comigo! Então voltei os meus olhos para a frente e o pânico voltou!  Enquanto mudei o meu foco de atenção pude sentir-me feliz, descansada e até maravilhada!

 

1476218_577501969011571_656964077_n Benefícios em mudar o foco:

– Diminuição do estado de ansiedade.

– Permite maior clareza de pensamento quando se aborda a questão.

– Permite melhor qualidade de vida e de tempo passado.

– Garante novas ferramentas para resolução de problemas.

– Deixa mais tempo livre para sorrir, ter esperança e mudar de atitude.

– Começa a ser um grande passo para mudar o seu padrão de pensamento, pois vão trocar pensamentos ruins por pensamento positivos.

 

Estratégias para mudar o foco:

– Ao acordar se pensa logo nos problemas, recorde-se do que a meteorologia prevê para esse dia e dedique o tempo a pensar no que vestir para ficar um espanto! Mas é para ficar mesmo bonito!

– Outra coisa que funciona muito bem para mim é passar a ferro! Pois bem, coloco a tábua em frente ao televisor, coloco uma serie divertida e quando dou por mim já tudo se evaporou da cabeça.

– Fazer desporto! Quanto mais ginastica menos pensa, as dores musculares e as figuras em frente ao espelho são uma bênção!

– Esta deprimido? Converse com alguém que seja divertido. Acredite que lhe vai mandar duas ou três piadas sobre o seu estado e você vai relativizar  num instante!

– Até nas crianças é muito usada esta técnica. Quando fazem uma birra enorme, regra geral deve tirar-se a criança da zona critica, e usar manobras para que ela mude o seu foco.

 

Foco vs Perspetiva

Você pode focar-se apenas no problema ou na dor. E acredito que não consiga ver mais além do que as situações complicadas ou a doença. Porque não mudar a perspectiva. É do senso comum que olhar uma pessoa de frente não é o mesmo que olhá-la de costas! Por isso, pergunte-se: o que não estou eu a conseguir ver de outra forma? Que situações o meu pensamento tão obcecado não me deixa enxergar? Será que a situação é tão complicada como aparenta? Mude a sua forma de se focar na situação!

 

Resumindo: quando a tristeza bater saia de cena! Vá fazer caretas no espelho, vá brincar com os seus filhos, oiça uma música que o ponha a dançar, só não sucumba! Cada um encontra as suas formas de mudar o foco! E quando alguém lhe der uma resposta como a minha mãe me dava, encare como um alerta de que está a dar demasiada importância a uma situação, por isso relaxe e mude o foco!

Precisamos de nós para resolver as nossas coisas, por isso não se deixe levar.

Quanto mais mudar o foco do seu pensamento mais calmo se vai sentir. E quando tiver que encarar as situações já respirou muito antes disso logo vai estar menos impaciente, e menos impulsivo.

Quem canta seus males espanta, então cante!

 

Desafio desta semana:

Forçar-se a mudar o foco pelo menos 3 vezes por dia em situações de tensão ou problemas! Vamos lá?!

 

 

Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos.
Eduardo Galeano

Tudo quanto vive, vive porque muda; muda porque passa; e, porque passa, morre. Tudo quanto vive perpetuamente se torna outra coisa, constantemente se nega, se furta à vida.
Fernando Pessoa

Algumas pessoas acham que foco significa dizer sim para a coisa em que você irá se focar. Mas não é nada disso. Significa dizer não às centenas de outras boas idéias que existem. Você precisa selecionar cuidadosamente.
Steve Jobs

Muita Luz

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s